domingo, 23 de maio de 2010

ai como eu gostava de ir à Argentina

"el secreto de sus ojos" sabe a whisky velho, saboreei-o como imagino que saboreamos um whisky velho, dos suaves na garganta, e lembro de uma frase que ouvi algures " a angústia faz-me estar atento" a questão do objecto da atenção pode, no entanto, ser dúbia, estar atento a quê? por ter deixado escapar a ocasião, por não ter estado atento Espósito perde o que queria, por desejo ou vontade de verdade, mas essa perda não a vê ele apenas como um acontecimento exterior mas como uma condição interior de perdedor, a angústia de Espósito engana-se no objecto ao qual devia dar atenção, ao esconjurá-la contra si, causa nos outros o vazio que sente. é demasiado psicologista? talvez, mas ajusta-se. na língua espanhola diz-se ojos. seca na garganta, um whisky por favor, vamos contar uma história de um amor que espera 25 anos, não, a história do botão numa blusa branca, um botão solto por acaso, ou por gesto louco, deixando o decote aberto ao olhar, podemos esconder tudo menos a paixão, essa, tendenciosa, acaba por nos trair. está bem assim, quando falamos de segredos temos de ter muito cuidado não vá levantar-se do nada a nossa maniazinha de tudo saber e ficar mesmo sem saber nada.

12 comentários:

R. disse...

Tendenciosa e incidiosa. Uma escolha extraordinária (a tua), que recai sobre a dicotomia entre a perda real e a perda auto-imposta. E já que de segredo se trata, calemo-nos então, porque "los ojos hablan... hablan al pedo los ojos, mejor que se callen".
(Brindemos com um bom whisky velho a uma prometida ida à Argentina)

ss disse...

Já é a terceira vez que me falam deste filme. Estou curiosa, agora é que tenho mesmo que ir ver.
:)

Cassandra disse...

A Argentina, Argentina, joder, hombre, que película:)

CCF disse...

Pois...
(e também gostava muito de ir à Argentina...)
~CC~

Ana Paula Sena disse...

Como eu também gostava de ir à Argentina! :)) Mas, enfim, acho que começo por ir ver o filme que recomendas e sobre o qual sinto pairar algum mistério.

Beijinhos.

mixtu disse...

argentina
tango
amor
noche
Buenos aires, BAs... con sus largas ruas, el paris de la america
tango

argentina...

sol...

abrazo serrano

a disse...

"Mi Buenos Aires querido,
cuando yo te vuelva a ver,
no habrá más penas ni olvido"

via disse...

Olá R. elogio os teus dotes de espanhol, está mui bien!e, já agora, à Argentina, aqui tão perto!Tchim, tchim!

ss:costuma-se dizer que há terceira é de vez!

cassandra: bem visto! eheheh

CCF:pois enjoy us!estamos a fazer a mala!

Ana Paula Sena:Olá!mais uma para a viagem!isto ainda dá excursão!bjos

mixtu: é isso, um tango em jeito subliminar, en la noche, bueno,
abraço de buenos aires

a. será do borges? seja de quem for é bonito.

via disse...

errata: onde se lê,"há terceira" deve ler-se "à terceira" esta língua vem já do meu bisavô mas continua a pregar-me partidas!!

ss disse...

Via,
Finalmente, los hojos hablan... Acho que ainda o estou a digerir. Confesso que estou com um sabor agridoce na boca...

(mas que espanhol tão melódico que aquele povo fala)
:)

mdsol disse...

:))

a disse...

"Mi Buenos Aires Querido" de Carlos Gardel, mas cantada por tantos.

"En caravana los recuerdos pasan
como una estela dulce de emoción,
quiero que sepas que al evocarte
se van las penas del corazón."