sábado, 26 de março de 2011


assistimos na vida política a passes de ballet que só convencem quem andou a dormir. suspensão da avaliação de professores? agora? depois de várias vezes terem chumbado propostas semelhantes dos outros partidos quando não lhes convinha? mas onde é que está a seriedade das ideias? hein? o governo caiu por causa do PEC e agora, quem o chumbou, vai de novo pegar nele com muito jeitinho, ou não? então para que caiu o governo? precisavamos de um bode expiatório, alguém que levasse umas bolachadas, para compensar... e agora? alguns meses e alguns milhões de euros depois, teremos mais do mesmo, portanto, mas pior, porque é governo saído de traições e golpes de cintura. rasteiras baixas, oportunismos, partidarite em fase aguda, já com infecção grave.
a política é nobre, muitos que nela andam são nobres, não duvido, mas há uma face circo, a começar na presidência da República, depois de toda a dignidade ofendida, vai incentivar a "indignação jovem", ressentido com o que fizeram há uns anitos ao santana, quer experimentar o mesmo frisson.
Ai que saudades do Batman!!

3 comentários:

R. disse...

via, subscrevo-te 'tim-tim-por-tim-tim'! Há uma face da política, pautada pela incongruência, deslealdade e oportunismo, que se tem instalado como uma epidemia e revelado indiscriminadamente qual doença contagiosa. Ninguém lhe escapa. Aguardemos pelo melhor, mas preparemo-nos para o pior. Julgo que é a melhor forma de lidar com este estado de coisas...

Beijinho e bom fim-de-semana!

Austeriana disse...

Fui, desde o início, contra os moldes como a avaliação de docentes foi definida e implementada, mas o oportunismo descarado da suspensão descridibiliza completamente a forma como esta gente do PSD poderá vir a governar o país.

via disse...

R: preparados para o pior já estamos há algum tempo, as expectativas são mesmo flat. bom início de semana, cara R, enjoy.

Austeriana, dou-te toda a razão.