terça-feira, 19 de maio de 2009

não há nada mais atraente para os meios de comunicação social que a educação e o sexo...qualquer conversa de bidé passa a premier time no telejornal,discute-se com indulgência, chama-se o psicólogo que vem proclamar as virtudes com notas de rodapé suavizantes para não ser retrógrado, abana a cabeça...porque os adolescentes são adolescentes e embora vejam filmes pornográficos para adolescentes, não estão preparados para que uma reles professora lhes fale de orgias , vêm logo os paizinhos, que estavam distraídos na cozinha enquanto os filhos se encontram no messenger a trocar pornografia, crucificar e exigir justiça. telefonam à SIC para falar com os jornalistas sobre o dito professor perverso. conspurcador da virgindade das mentes adolescentes! (como se esta sociedade não expusesse o sexo de todas as maneiras e feitios!)tamanha falta de bom senso só tem paralelo quando se fecham as avenidas para transportar a Nossa Senhora de Fátima aos braços do Cristo Rei! De que estamos nós a falar?? De uma conversa sobre orgias que um professor teve numa aula, possivelmente contextualizando no seguimento das orgias que se fizeram com gregos e romanos! A moral não é um circo meus caros, a moral,antes de mais, serve ao próprio para agir de acordo com a razão, mai nada! vão lá fazer as vossas catarses para o psiquiatra e deixem-nos em paz ! Sobretudo ensinem os vossos filhos a ser autónomos e a julgar segundo a sua razão! Quanto aos jornalistas, se não houvesse tanto primo e enteado nas notícias, talvez pudéssemos ter isso mesmo, notícias!
foto retirada da net

10 comentários:

Cassandra disse...

Concordo com o exagero e com o excesso de sexo por todo o lado. Se os pais soubessem como os miúdos se exibem nas fotos das redes sociais... iam em peregrinação a Fátima. Mas também convirás, a tipa exagerou, perdeu toda a noção de bom-senso. Até eu já falei das orgias e da homossexualidade da antuguidade greco-romana mas em momento algum teci juízos de valor sobre os amassos e enrolanços dos corredores. Todavia, percebo a tua perspectiva. Nós temos que ser perfeitos. Os meninos podem prevaricar à vontade. Até porque os pais não vêem.

comsentido disse...

foi deprimente de ver... a única coisa que me ocorre dizer é onde está o conselho executivo nesta história? revelaram uma extrema incompetência ao deixaram por si um membro da instituição, depois de várias queixas. e um representante de uma classe tão massacrada expor-se a tal sensasionalismo do ridiculo.como dizia o outro: "chapéus há mtos!"

as velas ardem ate ao fim disse...

Disseste tudo!

É preciso pensar pela propria cabeça!

um bjo

via disse...

cassandra: corredores?? Sabes que cada um conta uma história diferente sobre o que se passou ou não na sala de aula, já ouvi três mas nenhuma incluía corredores...corredores dos que correm ou dos que são corridos??seja o que for de terrível que a professora tenha dito, resolve-se na escola e não vem para os meios de comunicação social!se vem é porque estes não distinguem as notícias das bacoradas..

comsentido: tens razão, mas o conselho executivo não pode impedir ninguém de falar com a Sic, não é verdade, também não pode impedir a sic de dizer bacoradas...enfim!!

as velas ardem até ao fim: se houvesse uma opinião pública esclarecida, estas notícias não eram mesmo notícia! bjo

g disse...

Eu li a noticia, não vi reportagem nenhuma porque me recuso a ver estes aproveitamentos de futilidades com que tanta gente se delicia, mas desde logo o que pensei foi o que aqui li, não há pachorra para gente que se arma em púdica.

via disse...

g: o telejornal está a transformar-se num telerural é o que é!

Anonyma disse...

Sem mais.
Subscrevo plenamente, acho isto tudo um tontice pegada.

cs disse...

escrevi sobre isto aqui http://cincosentidosoumais.blogspot.com/2009/05/coitados-dos-professores.html, tanto me indignou a reportagem e o linchamento público.

e circo mais circo não há

via disse...

anonyma; e é mesmo, haja bom senso!

cs:bem vinda!

Ana Paula disse...

"Conversa de bidé", está tudo dito, como bem adjectivaste.

Nunca uma situação destas (qualquer que tenha sido ou não) deveria ser resolvida na praça pública, mas sim pelas vias adequadas. Mas a maioria prefere um mundo desadequado ao bem viver.

Uma tristeza imensa...