sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010


fizeram uma aposta, não iam prometer ou esperar a imortalidade e se alguma confusão, alguma decepção pudessem surgir, então tinham que se atirar ao mar e nadar até perder costa. uma delas não voltou.

7 comentários:

R. disse...

Quem sabe se não encontrou um porto paradisíaco ou, de tanto nadar, se se fez sereia e preferiu as belezas do fundo do mar...

JPD disse...

Belíssimo!

Saudações.

via disse...

R: as do fundo do mar preferira se as pudesse ver, mas se estava condenada a respirar apenas por pulmões e estes atrofiados por cigarros, pois bem, acho que se ficou logo por ali mal rebentou a segunda onda...

JPD: Saudações.

Rui disse...

não voltou nem morreu afogada

R. disse...

Via, a minha perspectiva era mais optimista... E este (bom) humor negro não a derrotou... Continuação de boas "viagens" :)

via disse...

Rui: sim, ao infinito a resposta.

R: Era, sem dúvida, mas a história da segunda onda nem é completamente pessimista, logo a segunda, nem a primeira nem a terceira, essa simbologia promete um final feliz.não?

R. disse...

Sem dúvida :)